sábado, 2 de outubro de 2010

Carta ao Tempo




[ficha técnica]
texto - mariele góes
música - cebola pessoa

4 comentários:

Bull disse...

Tempo Tempo mano velho..
Talvez por ser o unico a conhecer o infinito seja tão misterioso
Talvez por remediar o irremediável seja tão querido
Talvez por ser tão valioso o relógio tenta te contar...
Tempo Tempo mano velho..
Que a cada dia ele permita mais tempo para vocês, pois os trabalhos estão ótimos.
Beijos!

Maximiliano disse...

Brisa... muito bacana!

Por que você faz poema? disse...

Adeus, ano novo!

Juniupaulo disse...

tb gostei.