terça-feira, 18 de agosto de 2009

Bússolas apontam para o Norte



o poema tem que jorrar da alma e rasgar o peito e o que fica à mostra eu exponho controversa, vermelho escarlatizando cálidos versos... e ofereço a saudade em flor quando ofertada nos beijos que não te dou.


acompanhe lendo


[ficha técnica]
texto - sheyla de castilho
leitura - gabriel camões
música - joão vinícius

5 comentários:

(sheyladecastilhoº disse...

vcs não fazem barulho apenas... fazem mágicas e encantos.
agradecida e emocionada por fazerem de um poema meu, uma arte sonora linda e leve...
beijo apertado em cada um de vcs que se mobilizaram pra me fazer mais feliz!

sheyla

Louis ALLLien disse...

muito bom!
curti bastante e poesia com múusica dá pé pa pegá!
boa poesia com boa música então...

aluisio martins disse...

Ah se barulhos soassem os versos que aqui escuto e se os sinos badalassem cultos e louvores à liberdade dos verbos. Juro que seria, uma vez na vida, fiel além de mim mesmo e exclusivamente a mim porque tudo aqui é encontro que espelha o poeta.

Lia disse...

Choro...Será que estou frágil hoje? Belíssimo, Sheyla.Parabéns!!!!!!!!!
"E eu tb sou sem nexo..."

Caio Rudá disse...

Resultado bacana. Curti muito. Vou invejar e fazer isso com meus poemas também :D