quinta-feira, 7 de maio de 2009

S2

Ele cedeu. Depois de muito insistir, desde a formação deste coletivo, o querido amigo e literato ("temporariamente despraticante") Saulo Dourado compareceu a uma reunião para o registro de alguns dos seus trabalhos. Dentre estes, uma frase.

O que fazer com uma frase? Muita coisa. A prova está aí.



[ficha técnica]

texto - saulo dourado
leitura - saulo dourado, joão vinícius, marcelino freire, bernardo de paula, álvaro andrade, breno fernandes e gabriel camões
música - joão vinícius e o espírito de maria bethânia, através de gabriel camões (capela incidental)

5 comentários:

Anônimo disse...

do caralho.

matheus

Anônimo disse...

Bom, muito bom!

Mirdad

Larissa Oliveira disse...

Realmente muito, mas muito bom mesmo. =]

orlando pinhº d-silva disse...

há "o mar da paixão"
uns afogam-se
outros boiam
uns aproveitam-se
outros soçobram

......

bom barulho!!!!
salve!

lalai disse...

namoral, deixa eu só concordar aqui. ;)