quarta-feira, 18 de março de 2009

Fim de festa



Fim de festa, o trajeto de retorno para casa é inevitavelmente um instante para reflexão. Pensamentos se formam e se desfazem com a mesma facilidade, eus-poéticos nos tomam como o anjo e o diabo, cada um de um lado, muitas vezes não para nos conduzir a ter uma atitude correta ou errada, mas para atos de reflexão. Enquanto o sol começa a lembrar-se que todo dia ele tem um cadeira cativa por 12 horas no céu, a cidade ainda dorme. Quem se dirige no sentido Orla-Centro de Salvador, certamente passa pelo Cristo da Barra, e de lá é possivel avistar o Farol da Barra sem nenhum obstáculo pela frente -- um cartão postal que te insere nesta paisagem de um céu laranja, rasgos de luz e um leve cheiro de maresia que te leva a observar o horizonte ou te conduz a contemplar a ilha.


[ficha técnica]

imagem - baixaki
manipulação de imagem - joão vinícius
texto - joão vinícius e lois blanco
leitura - joão vinícius e lois blanco
música - joão vinícius

Um comentário:

Thereza Christina Motta disse...

Já que somos fãs do mesmo Bardo, dia 16/04 e 23/04 lançamentos no Rio e em São Paulo, dos 154 Sonetos de Shakespeare, traduzidos por mim. Muito bom conhecê-los, sejam sempre bem-vindos à Ponte de Versos, onde o Bardo sempre lhes abrirá as portas. Beijos, Thereza Christina